O Estilo de Liderança DISC de Martin Luther King, Jr.

Por: Brad Smith.

Eu nunca tive o privilégio de conhecer ou ouvir o Dr. Martin Luther King, Jr. durante a minha vida, pois eu era uma criança quando sua morte prematura aconteceu. Eu tive, no entanto, um professor de História no Ensino Médio que adorava ensinar sua turma sobre os momentos cruciais da história americana (ou até mesmo da história do mundo). Passamos um longo período estudando o Dr. King e o impacto de sua vida.

Sem conhecer o homem pessoalmente, posso confiar apenas na observação para analisar como seu estilo de personalidade DISC pode ter sido. O aspecto difícil disso é que esse homem teve tantos momentos monumentais que seria como tentar descrever Lincoln apenas por seu discurso em Gettysburgh; seria incompleto.

Eu escolho eleger um momento crucial, aquele pelo qual todos nós provavelmente o conhecemos melhor; seu discurso “Eu tenho um sonho” para quase 250.000 pessoas pronunciado das escadas do Lincoln Memorial. Meu melhor palpite é que o Dr. King pode ter sido uma mistura de estilo D / I / S:

Ele era um “D” – Ele foi um propulsor dos direitos civis. Outros discursos foram proferidos naquele dia, mas nenhum se destacou tanto quanto seu apelo apaixonado e sua determinação para alcançar seu objetivo final – a liberdade.

Ele era um “I” – uma das figuras mais influentes e carismáticas do século, e também um dos melhores oradores de todos os tempos. Ele conseguia motivar e encorajar as massas.

Ele era um “C” – a atenção do Dr. King aos detalhes era incrível. Certamente o discurso gerou pressão sobre o Dr. King, e ele disse a muitos de seus funcionários que esse discurso precisava ser exatamente preciso; precisava ser pesquisado e com pensamentos bem colocados. Ele certamente foi um pesquisador de outras obras e momentos da história, e entrelaçou esses princípios em seu discurso naquele dia.

Um adendo interessante: o Dr. King “deu” sua cópia do discurso para um jovem jogador de basquete chamado George Raveling. George se ofereceu para ajudar na segurança naquele dia e ficou tão comovido que pediu ao Dr. King a cópia dobrada que ele estava prestes a colocar no bolso. Só anos mais tarde que um repórter descobriu sobre a cópia de George, ainda escondida em um livro como uma de suas posses preciosas. O repórter pediu para emoldurá-la e compartilhou o verdadeiro significado deste documento histórico. Segundo o que se sabe, há alguns anos alguém ofereceu a George Raveling US $ 3.000.000 por esse tesouro. Agora, aos 80 anos, George rejeitou a oferta e preferiu ficar com este precioso documento e, talvez algum dia, permitir que um museu ou outro local público de reunião exibisse esse grande trabalho. Nós certamente esperamos por isso, George!

Que tal ousar descobrir qual é o seu estilo de liderança DISC?

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *